Costão do Santinho

Um costão recheado de boulders e vias excelentes para a prática de colocação de equipamento móvel. Conta ainda com uma parede de cerca de 60 metros no Morro da Aranhas com vias fáceis e bem protegidas de até duas enfiadas de corda.


Histórico

[ Topo | Visão geral | Como chegar | Setores Antigos | Setor Urutu Pirata | Setor Costão ]

As principais vias do Costão do Santinho estão em falésia uma no Morro das Aranhas. Abaixo da Falésia principal há uma segunda falésia com alguma vias e as rochas do costão com várias opções de escalada em móvel. Embora escaladas nessa região datem de muito mais tempo, ela passou a ser efetivamente desenvolvida no período de 2008 a 2011 pelos escaladores João M. D. Miranda e Luciana Zago. As vias abertas nesse período estão documentadas em um guia eleborado por eles e disponível gratuitamente (Setores Antigos).

Em maio de 2020, a energia acumulada durante as restrições impostas em função da pandemia de COVID-19 foi liberada por outro grupo de escaladores na forma de novas vias na parte esquerda da falésia principal, escaladas predominantemente em móvel. Esse novo setor foi batizado de Urutu Pirata.


Visão geral

[ Topo | Histórico | Como chegar | Setores Antigos | Setor Urutu Pirata ]

Os setores antigos estão descritos no guia eleborado por Miranda e Zago ( Setores Antigos) e incluem a parte direita da parede principal, a falésia de baixo e parte dos costões. O Setor Urutu Pirata inclui as vias na parte esquerda da parede principal.

Não há fontes de água no local. Repelente de insetos pode ser útil em certas épocas do ano. As escaladas são voltadas para leste e, portanto, estão expostas ao sol da manhã.  São expostas a dias de vento nordeste forte e, principalmente, a dias de vento sul. Recepção de telefone celular é instável, mas melhora ao aproximar-se da praia pela trilha.


Como chegar

[ Topo | Histórico | Visão geral | Setores Antigos | Setor Urutu Pirata ]

De carro

De ônibus

Trilha
Imagem de satélite com marcação do acesso à área de escalada. (Imagem de Satélite: Google Earth/CNES/Airbus; Gráficos: Rodrigo Castelan Carlson)
  1. Deck/Praia – seguir em direção ao costão sul
  2. Início do caminho – seguir o calçamento em direção ao costão sul
  3. Ponte de madeira
  4. Acesso para o resort
  5. Deck/Inscrições rupestres
  6. Escadaria
  7. Área de descanso com totens
  8. Acesso ao mirante natural / escultura em aço
  9. Bifurcação para a trilha do Morro das Aranhas – manter se à esquerda
  10. Bifurcação – manter-se na trilha
  11. Bifurcação para mirante de pescadores – pegar à esquerda
  12. Riacho
  13. Mirante/Topo de vias do Setor Chimango
  14. Topo de vias do Setor dos Abacaxis
  15. Bifurcação – pegar à direita para a base da parede principal / manter-se na trilha para o Setor dos Abacaxis e o Setor Fendas
  16. Bifurcação – pegar à esquerda para as vias do Setor dos Abacaxis e do Setor Fendas
  17. Base das vias da parede principal
  18. Bifurcação – pegar à esquerda para o topo  do Setor Fendas / manter-se na trilha para continuar para a Ponta das Aranhas
  19. Topo do Setor Fendas

O acesso ao Setor Urutu Pirata é feito por um trilha que contorna a parede a partir do ponto 17 e sobe em direção à base da via 9. Não é feito pela trilha principal do costão.


Setores Antigos

[ Topo | Histórico | Visão geral | Como chegar | Setor Urutu Pirata ]

Um guia elaborado pelos principais conquistadores desse setor está disponível na página da ACEM: http://www.acem.org.br/croquiteca/grande-florianopolis/praia-do-santinho-morro-das-aranhas/

Esse guia inclui todas as vias dos setores antigos documentadas até então  (Parte direita da parede principal, falésia de baixo, e costões).


Setor Urutu Pirata

[ Topo | Histórico | Visão geral | Como chegar | Setores Antigos ]

Croqui sobre foto do Setor Urutu Pirata. (Foto: Marius Bagnati; Gráficos: Rodrigo Castelan Carlson e conquistadores). Atenção: Nem todas as chapeletas foram marcadas.

Atenção: A indicação do número de chapeletas ainda precisa de verificação. É um setor escalado predominantemente em móvel, esteja preparado.

Atenção: Há um bloco solto, indicado pela caveira no croqui, entre as vias 7 e 8. Não usar esse bloco!

  1. Ganesha – V E1 – 30 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 1 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.4 ao #2), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  2. Gravatation – Vsup E1 – 30 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 1 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.4 ao #3), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  3. Andrômeda – VIIa E1 – 30 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 4 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.4 ao #1), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  4. Filé do Mousse – VIIIa E1 – 30 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati, Adriano Bueno  (5/2020)
    Proteções fixas: 4 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.4 ao #1), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  5. Pega Leve – VIsup E2 – 26 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 2 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.5 ao #3), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  6. Mamica – VIIb E1 – 28 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 5 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.5 ao #3), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  7. Amor Bandido – VIsup E2 – 25 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 4 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.75 ao #2 e #5), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações: Há um bloco solto, indicado pela caveira no croqui, entre as vias 7 e 8. Não usar esse bloco!
  8. I Love Tainha – VIsup E2 – 25 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 4 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #1 e #2 repetidos), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações: Há um bloco solto, indicado pela caveira no croqui, entre as vias 7 e 8. Não usar esse bloco!
  9. Quando a Luz Faz a Curva não Existem Sombras VIsup E2 – 25 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 4 + 2
    Material: costuras, Camalots (sugerido #5), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  10. Esperanza – VIIa E2 – 20 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 3 + 2
    Material: costuras, Camalots, fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  11. Os Cinco Chapas – VIIb E2 – 20 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 5 + 2
    Material: costuras, corda de 60 m.
    Observações:
  12. Babuíno Alegre – VIIa E2 – 30 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati, Sérgio Kaczmarck  (5/2020)
    Proteções fixas: ? + 2
    Material: costuras, Camalots (sugeridos #0.5 ao #2), fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações:
  13. Golfinho Açoriano – IV E2 – 40 m
    Conquistadores: David Moskoski, Sabrina Sell, Elton Koga, Ariana Kaczmarck, Marius Bagnati (5/2020)
    Proteções fixas: 1 + 2
    Material: costuras, Camalots, fitas, mosquetões, corda de 60 m.
    Observações: Rapel pela linha da  via 12.
  14. * via ainda não documentada *